Voltar     

MUNICÍPIO  DE  OSÓRIO

 

(Ex-Conceição do Arroio)

 

          


Nota Preambular:  Esta  Cronologia  aborda fatos ocorridos até 1960   em toda a área que  já pertenceu ao  município de Osório  (ou, antes de 1934,   à  Conceição do Arroio).   Até 1878  estamos inserindo fatos que  ocorreram  no atual município de Torres,  pois até esse ano (1878) a área geográfica da atual  Torres pertencia à Conceição do Arroio.

   Nota:  Outras  efemérides podem ser encontradas nos diversos  livros  relacionados  no  tópico Literatura.

 

Cronologia de Fatos Históricos (1530-1962)

 

Out-Nov/1530  - A frota  de Martim Afonso de Souza passa  em frente ao litoral  de Torres, dirigindo-se para  o Rio da Prata. (12)

Jan/1532 -  No retorno do Rio da Prata, uma das caravelas (Santa Maria do Cabo) da frota  de Martim Afonso de Souza, aproxima-se da costa e  descobre o (atual) Rio Mampituba e batiza-o  com o nome de Rio  Martim Afonso de Souza.   (12)    

23.03.1720  -  Bartolomeu Paes de Abreu  propôs ao governo  colonial a abertura de uma estrada de rodagem entre a vila de Laguna e a Colônia de Sacramento, pedindo favores reais em troca desse serviço. (7)

1725  - Primeira incursão documentada  nas terras  do futuro município  de Osório  por  João de Magalhães e seus 30 companheiros - a chamada  frota de João Magalhães - que estavam vindo  de  Laguna, Santa Catarina.    (2)

18.11.1727 -  O El-Rei de Portugal nomeia  os  peritos matemáticos e   padres da Companhia de Jesus,  Diogo de Jesus e  Domingos Capassia, para fazer o mapeamento do sul do Brasil.  Este mapa que se encontra no Arquivo Real, em Portugal, é um dos primeiros documentos que  mostram as barras de Rio Grande  e  Tramandaí.  (4).  Nota:  Conforme (6), Tramandaí  na  lingua indígena (?)  significa Rio do Peixe.

15.04.1732 -  Em  carta  emitida  nesta data  em  Laguna, Santa Catarina,   Manoel Gonçalves Ribeiro   recebe  uma  sesmaria  na  paragem chamada  Das Conchas, nos Campos de  Tramandaí, para  criar gado vacum.  (2)

20.08.1732 -  Francisco de Brito Peixoto,  solicita  ao rei  Dom João, de Portugal,  uma  concessão  para  ocupar os campos e  terras  que se chamam Tramandaí, no Rio  Grande. (4)       

31.08.1732 -  Manoel Gonçalves Ribeiro  informa, em documento desta data  expedido   em Laguna,  Santa Catarina,   que em 1728   introduziu  1200  cabeças de gado vacum  e 200 cavalgaduras   nos campos   chamados  de  Taramam (Taramandaí, Tremembi ou Tramandaí). (2)

24.10.1732 -  Despacho do Governador,  emitido em São Paulo  que  manda passar  carta  de sesmaria  em favor de  Manoel Gonçalves Ribeiro. (2)

26.10.1732 -  Concedida   sesmaria em favor de  Francisco Xavier Ribeiro, principiando suas terras  onde acabavam  as  de   Manoel Gonçalves Ribeiro.  (2)

08.11.1732 -  O   Rei Dom João de Portugal   confirma em carta  a   outorga de   sesmaria a  Manoel Gonçalves Ribeiro.  (2)

1733 -  A partir desse ano começa o povoamento dessa região do Brasil (atual estado do Rio Grande do Sul).  (8)

1737 -   O Brigadeiro José Maria da Silva Pais estabele no local que, depois seria a cidade de Rio Grande,  o forte Jesus-Maria-José. (17)

14.9.1741 -  Fundação  da localidade que se chamou Viamão. Nota: A partir de 1809, Viamão ficou fazendo parte do municipio de Porto Alegre. Somente em  1880 foi que Viamão se tornou  municipio.

Abr.1742 -  É  construída por  Antonio Gonçalves dos Anjos    no local que depois seria denominada  Conceição do Arroio a  1a. capela sob o o orago da  Conceição da Santa Virgem. (2).    Nota: Conforme (3), pgs. 123 e   124,  até 04/Set/1756 ainda  não havia  nenhuma  capela na  região nordeste do estado (entre Viamão e  o rio Mampituba).  Creio que pode   se entender  disso que nessa região  já  poderiam haver  capelas, mas nao haviam sacerdotes.  Ou seja, até  1756 ainda  nao haviam capelas curadas na região.  

09.11.1743  -   Publicação do Ato Régio de 20  de outubro, em que o   Governador da Capitania de São Paulo e Minas Gerais, confirma  a concessão de terras no Rio Grande de São Pedro para    Manoel Gonçalves  Ribeiro. (4) 

16.12.1751 -  É fundada a vila de São Pedro do Rio Grande  no local que depois seria a cidade de Rio Grande.   Notas: 1) A vila foi abandonada em 1763 depois de uma invasão dos castelhanos. 2)   O mapa abaixo demarca  a área do estado que pertencia a Coroa Portuguesa em 1750. (17) 

 

17.07.1767 -  Pela Provisão dessa data, foi criada a vila de  São Pedro do Rio Grande, sendo estabelecido os limites aproximados da vila.  Nota: Esta Provisão estabelece  o inicio do Municipalismo no atual estado do Rio Grande do Sul.  (17)

1773  - Chega à região  da futura  Conceição do Arroio a primeira leva de imigrantes açorianos.

17.01.1773  -  Provisão  Eclesiástica   cria na localidade chamada  Arroio  a freguesia de  Nossa Senhora da Conceição do Arroio.  (2)

18.01.1773 -  É nomeado o 1o. pároco  desta freguesia,  o padre  João Antônio  Rodrigues,   pelo Fr.  Antônio do Desterro, bispo do Rio de Janeiro. (2)

04.12.1804  -   O Governador da Capitania (entao chamada Rio Grande de São Pedro do Sul) , Paulo José da Silva Gama,  propõe  ao   Visconde de Anadia que a freguesia de Nossa Senhora da  Conceição do Arroio fique pertencendo ao território da Vila de  Santo Antônio da Patrulha quando esta vila for oficializada.   (2)  Nota:  Ver 27.04.1809.

10.05.1808 - Nascimento  de  Manoel Luis Osório na freguesia de Nossa Senhora da Conceição do Arroio. Notas: 1) Seus pais eram Luis Manoel Silva Borges e Ana Joaquina Osório.  2) O sobrenome  (Silva Borges)  foi adotado antes do casamento.  3) O sobrenome Osório foi dado ao menino a pedido do próprio pai (Luis Manoel).  (6) .  4)  Segundo a  Wikipedia, os avós paternos  do  menino  tinham o sobrenome Silveira.

19.07.1807 -  Criada a Capitania do Rio Grande, desvinculando-se da Capitania do Rio de Janeiro, passando a ser subordinada diretamente ao vice-rei que era o representante máximo da coroa portuguesa no Brasil .  

27.04.1809 -  Promulgada a  Real Resolução (ou Provisão Régia)  que   cria  as  4 (quatro)  primeiras vilas   e seus respectivos territórios  na Capitania do Rio Grande de Sao Pedro do Sul (atual  estado do Rio Grande do Sul).     São elas:  Porto Alegre, Rio Grande,  Rio Pardo e Santo Antônio da Patrulha.   

                 Notas:    1)  As tratativas preliminares  que redundaram  na criação dessas 4 primeiras  vilas e territórios bem como o   texto  da  Real  Resolução pode ser encontrado  no trabalho de  Liana Bach Martins. (20)   2)  O mapa abaixo indica os limites aproximados dos territórios de cada vila criada. 3) A freguesia de Nossa  Senhora da  Conceição  do Arroio (marcada no mapa)  ficou fazendo parte do território da Vila de Santo Antônio da Patrulha.  4) Nota-se no mapa que  a maior área do estado (Missões e  Centro-Oeste) ficou pertencendo a Vila de Rio Pardo .  (17)   

 

07.10.1809 -  Em Carta Régia dessa data, fica sancionada  a Provisão de 27.04.1809 que divide o atual estado do Rio Grande  do Sul em  4 vilas   e respectivos territórios. (4)

1822 -  O novo municipio  de São João da Cachoeira é criado no atual estado do Rio Grande do Sul.   Nota: Nesse ano,  aparece  Conceição do Arroio  como uma  das principais povoações  que fazem parte do território de Santo Antônio da Patrulha.

20.12.1837 -  A Lei no. 13  eleva  à categoria de freguesia  a Capela Curada de São Domingo das Torres, atual município de Torres. (4)

05.06.1839 - Durante a Revolução Farroupilha, José Garibaldi, não podendo ir a Laguna pela barra do Rio Grande, desembarca  seus lanchões em Capivari,  na Lagoa dos Patos.  Dái esses lanchões foram transportados em carretas,  puxados por  bois,  até a barra de  Tramandaí.  (4)

14.07.1839  -  Os lanchões Seival e Rio Pardo, comandados por José Garibaldi, transpõem a barra de Tramandaí e entram no Oceano Atlântico com destino a Laguna.  Esses lanchões tinham  sido transportados em carretas  por 10 léguas desde  a Lagoa dos Patos até Tramandaí.  Nota: O lanchão Rio Pardo naufragou em 15 de julho, diante da barra de Araranguá, mas Garibaldi e 14 homens da guarnição conseguiram salvar-se.   (5)

11.04.1852 -  Um navio negreiro procedente da África desembarca escravos no litoral gaúcho,  na costa do atual  município de  Tramandaí, no local então conhecido como " Capão da Negrada". (11)

12.07.1852 -  Segue para Tramandaí uma força policial para impedir o desembarque de escravos africanos. (4)

12.12.1857 -  Durante a 33a. Sessão Ordinária da Assembleia Provincial, realizada em Porto Alegre (?), o Dep. Fioravante defende o desmembramento das terras de Conceição do Arroio do municipio de Santo Antonio da Patrulha, formando um novo municpio. (14)

16.12.1857 -  Pela Lei Provincial no. 401, Conceição do  Arroio  passa  a categoria de vila;  desmembra-se de Santo Antônio da Patrulha e passa a ser município,  incluindo   as  terras  da  Freguesia  de Torres.  (17) .  

                   Abaixo, à esq.  tem-se a  cópia da capa do  Relatório do Presidente da Província de São Pedro do Rio Grande do Sul (Angelo Moniz da Silva Ferraz)  apresentado à "Assemblea Legislativa Provincial" , na 1a. Sessão da 8a. Legislatura, realizada  em 05/Nov/1858.  À dir,  cópia  de trecho da  pag 9.  do citado Relatório que enfoca a criação do município de Conceição do Arroio.  Nota:   Documento obtido da  Hemeroteca Digital Brasileira da Biblioteca Nacional. (21)

 

                 -  Por essa  mesma Lei  fica criada a Comarca de Santo Antônio da Patrulha que englobava os municípios de Santo Antônio da Patrulha e Conceição do Arroio. (4)

                -   Nos mapas  abaixo, é   mostrado  o território pertencente ao municipio de Conceição do Arroio, junto ao Oceano Atlântico.

 

 

12.04.1858 -  É  instalado o município  de Conceição  do Arroio.    Notas:  (1)      Tomam posse os membros da  1a. Câmara  (ou Conselho) Municipal  de Conceição do Arroio,  sendo que a cerimônia  foi  presidida  por    Antônio Xavier da Luz,  presidente  da Câmara de Santo Antônio da Patrulha.  (2)

                   -   A Câmara (ou Conselho) Municipal  teve os  seguintes componentes:  João Antunes Tavares (presidente do Conselho), Fermino José Luiz Ozório, José Luiz da S. Marques, José Antonio Marques, Francisco Ignácio Bernardo da Silva, Joaquim Antonio da Silva Netto e João Antonio Gomes Filho, todos pertencentes ao Partido Conservador. O Conselho  Municipal  funcionou  entre  1858 e 1889, quando foi instituída a República no Brasil.  (14) .  Dedução do Autor:  Nessa época  nao havia ainda a  figura do Intendente ou do Prefeito Municipal.  A administração do   municipio era feita pelo Conselho (ou Câmara) Municipal.

Out 1858 - Sao realizadas eleições para deputado provincial .  Na ocasião a provincia estava dividida em  6 distritos eleitorais e cada distrito podia eleger  5  deputados provinciais.  Conceição do Arroio pertencia ao 1o. distrito com sede em Porto Alegre.

               Nota:   A  legislação eleitoral do Império ( e que vigorou até 1881)  estabelecia que o eleitor  tinha que ser do sexo masculino e, entre outras exigencias, devia  possuir uma certa renda líquida mínima anual. Para ser considerado como  "eleitor primário" sua  renda anual (mínima)  devia ser  de 100$000 reis (cem mil reis).  Este eleitor só  podia votar  e escolher pessoas que iriam atuar na propria comunidade (juiz de paz, membros do Conselho Municipal,  etc.). Para ser considerado  "eleitor de paróquia",  ele deveria possuir uma renda anual (minima)  de  200$000 (duzentos mil reis).  Este eleitor  podia votar para deputado provincial (que iria atuar na assembleia, em Porto Alegre),  deputado geral (para atuar na Corte, no Rio de Janeiro)   e na lista tríplice para senador (na Corte tambem).  Frise-se que  para poder se candidatar a deputado provincial,  o "eleitor de paróquia" devia ter uma renda anual (minima)  de  400$000 (quatrocentos mil reis).  (19)

07.10.1858 -  Pelo Ato  no. 33 é criado o distrito de Palmares, fixando-se os seus limites. (1)

1860 - A lei eleitoral é alterada neste ano, divindo  provincia  em apenas  dois distritos eleitorais.  O municipio de Conceição do Arroio fica pertencendo ao 1o. distrito juntamente com Porto Alegre, São Leopoldo, Dores de Camaquã,  Rio Pardo, Santo Antônio da Patrulha, Triunfo, Caçapava, Encruzilhada,  Cachoeira, Santa Maria e São Gabriel.  

         -   Neste ano,  o municipio de Conceição do Arroio tinha uma população de 8.636 habitantes. Conforme Tabela 20,    6. 457 eram pessoas livres; portanto havia 2.179 escravos (25% da população) no município.   Nota: A mesma tabela informa que Santo Antônio da Patrulha possuia  14.930 habitantes, sendo 11.733 livres e 3.197 escravos (22% da população). (18)

1867 -  Instala-se a 1a. estação de telégrafo da provincia de São Pedro Rio Grande do Sul na vila de Torres, então pertencente ao municíipio de  Conceição do Arroio. Nota:  Essa  linha telegráfica que vinha sustentada em  posteações  visava  facilitar as comunicações entre a  capital do Império (Rio de Janeiro) e os comandos miltares do  extremo sul do país, pois,  na época, o Brasil  estava envolvido na Guerra do Paraguai.  (9)

1870  -   Neste ano a população do municipio de Conceição do Arroio é  10.011 habitantes. (8) 

              Notas:  1) Na Tabela 21  (18)  não é fornecido o número de  cidadãos qualificados e nem o número de eleitores.  2)  Para Santo Antônio da Patrulha a Tabela  21  informa  que a população era 24.767 habitantes,  sendo   2.919 cidadão qualificados,  mas apenas 35 eleitores. (18)

1872 -  A população municipal de  Conceição do Arroio  é 6.087 habitantes. (2).  Nota:  Esta informação diverge  da população indicada em 1870. Ver esse ano.   

18.03.1872  -   Pelo Ato s/no., os municípios da Província passam a ser  constituídos por   distritos  especiais,  ficando  Conceição do Arroio composto por    3 distritos:    1o. -  Vila,  2o. - Torres e  3o. -  Palmares.  (1)  Nota: Ver  04.12.1885.

04.04.1872 -  Pelo Ato no. ?, a localidade de Maquiné é transferida do município  de Santo Antônio da Patrulha para Conceição do Arroio, ficando  incluída nesse município  como   3o. distrito especial.    (1) 

25.10.1872 -  A Lei no. 799 estabelece   que  a divisão judiciária da Província  passa   a ser constituída  por Comarcas e  o município  de   Conceição do Arroio  fica pertencendo à Comarca de  Santo Antônio da Patrulha.  (1)

1876 -  O municipio de Conceição do Arroio  possui 23 eleitores, conforme Tabela 21 da  referência .  Nota:  Para Santo Antônio (da Patrulha) a mesma Tabela   informa  que existem 46 eleitores. (18)

21.05.1878 -  A Lei 1152  cria  a  Comarca de Maquiné, cuja  sede  ficará  na vila de Conceição do Arroio,  atendendo também a Freguesia de Torres.  (1)

                    -  A  Lei Provincial no. 1155  autoriza Epiphanio Fogaça & Cia. a construir uma estrada de ferro, ligando São Leopoldo a Conceição do Arroio, ficando  essa empresa  com a concessão de  administrar a  estrada por 60 anos.  (4)  

24.05.1878 -  Pela  Lei Provincial  no. 1152,   é criado   o município de Torres (ou São Domingos das Torres)  que  se desmembra  de  Conceição do Arroio.

                 Notas: 1)  O mapa abaixo mostra o novo território de Conceição de Arroio depois do desmembramento de Torres.  2)  Conceição do Arroio (já com o nome de Osório desde 1934) somente iria  ter novo desmembramento de terras em 1965 quando foi criado o municipio de Tramandaí.  (17)

 

13.07.1878 -  O Decreto Imperial no.   6971  declara  que a  Comarca de Maquiné  seja  incluída na  categoria  de  2a. Entrância. (1)

04.10.1879 -  Morre na  Corte, no Rio de Janeiro,  Manoel Luis Osório, Marechal de Exército,  com diversos títulos, incluindo-se o de Barão, Visconde  e  Marquês de Erval.  Pelos seus méritos militares é   também conhecido como "O  Legendário". 

14.06.1880 -  A Lei  no. 1251 declara que   que o município de Conceição do Arroio  faça parte da Comarca do Rio dos Sinos cuja sede fica   em Santo Antônio da Patrulha.  (1)

04.12.1885 - A Lei Provincial no. 1529 cria o distrito de Palmares. (22)    Nota:  Ver 18.03.1872.

13.12.1888 -  A Lei no. 1705  subdivide em dois o distrito de Maquiné, fixando-lhes os seus limites. (1) 

24.12.1888 -  A Lei no. 1741  declara que a  povoação  de Três Forquilhas  seja elevada a categoria de Freguesia sob a invocação de Santa Madalena (Ver  31.03.1890).  (1) 

18.07.1889 -  A Lei  no.  1872   cria a Comarca de Conceição do Arroio com sede no mesmo município.  (1) .   Ver  27.02.1892.

1890 -   A população municipal de  Conceição do Arroio  é  de  8.958  habitantes.  (2)

27.02.1890 -  O Decreto Federal no. 232  declara que a Comarca de  Conceição do Arroio seja enquadrada como  de 1a. Entrância.  (1)

31.03.1890 - O Ato no. 164  revoga a Lei  no. 1741 (Ver  24.12.1888), ou seja, Três Forquilhas volta a condição de povoação;  suprime o distrito de paz de Três Forquilhas  cujo território é incorporado ao de Maquiné, ficando restabelecidos os limites com o município de Torres.  (1)

17.06.1890 -  Pelo Ato no.  253 é criado em Conceição do Arroio o 4o. distrito  de paz, em  Três Forquilhas, fixando-lhes  os seus limites.   Nota:  Este decreto também faz referência a localidade de  Itati.   (1)

27.02.1892 - Pelo Decreto no. 17, é estabelecida nova divisão judiciária no estado, extinguindo-se  a Comarca de Conceição do Arroio (ver 18.07.1889) que passa a  pertencer a Comarca do Rio dos Sinos (com sede em Santo Antônio da Patrulha).  (1)

18.06.1892 -  O Decreto no.  31   anula  o Decreto no. 17 (de 27.02.1892), ficando restabelecida a Comarca de Conceição do Arroio.  (1)

30.12.1892 -  É  empossado  o 1o. Intendente Municipal de Conceição do Arroio,   Cel. Antônio Marques da Rosa. (2)

31.12.1892 -  O Decreto no. 37 estabelece  a divisão judiciária do estado, criando a Comarca de Santo Antônio da Patrulha  que inclui o município de mesmo nome  bem como os municípios de Conceição do Arroio e Sao Domingos das  Torres (ou Torres).  (1)

12.04.1895 -  A vila de  Conceição do arroio  é ocupada, sendo  incendiada a Câmara  Municipal,  com a perda de   todos os seus documentos. (2) e (3)

1900 -  Neste ano, foi realizado um Censo no estado.  A  divisão administrativa  do estado, indicando os municipios,  está  mostrada no  mapa abaixo. Em vermelho, é  indicado  os limites  do municipio de Conceição do Arroio. Nota:  Essa área territorial só foi ser alterada em 1965 com  a criação do municipio de Tramandaí que  desmembrou-se do municipio de Osório, o  novo nome de Conceição do Arroio a partir de 1934.  

15.12.1905 - O Ato Municipal  no. 23  cria  o distrito de Colônia  Marquês do Herval .  (22)

1907 -  Nesse ano  Conceição do Arroio já  possui  uma estação de telégrafo.   Conforme mapa  abaixo (obtido da ref. 23 )  que mostra o percurso das  linhas telegráficas do estado do Rio Grande do Sul,  vê-se que nesse ano  havia estações de telégrafo em Torres, Conceição do Arroio e  Sto.  Antônio da Patrulha, etc.  antes de chegar a Porto Alegre.  Notas:  1)  Conforme informação do Arquivo Nacional (AN) esse mapa é de 1907. 2) Ficou ainda a  dúvida: Quando foi instalada a 1a.  estação de telégrafo em Conceição do Arroio?  

1910 -   A vila conta com  estação telegráfica, agência de correios, cartórios, coletorias; possuindo   então 103 prédios e 618 habitantes  e   o município,   14.000 habitantes e  2599 prédios.   (2)

1911 -  Na sua divisao administrativa, Conceição do Arroio   está constituído de  4 distritos:  Conceição do Arroio (sede)  Colônia Marques do Herval, Três Forquilhas e Palmares. (22)

13.03.1914  -  Promulga-se o  Ato Municipal no. 109  que trata da localidade  de Maquiné. (1)

1920 -  A vila conta com 10 ruas, 2 praças, 180 prédios e 1200 habitantes.  (2)

         -  É  inaugurada  uma  usina térmica para fornecer energia elétrica a sede  municipal.  Nota:   Essa usina foi encampada  pela então  Comissão Estadual de Energia Elétrica (CEEE) em 1952.  (2) 

21.03.1921 -  O Ato Municipal no. 23  muda o nome do distrito de Palmares  para Passinhos  e ao mesmo tempo cria o (novo) distrito de Palmares. (22)    Nota: Segundo (1) , o Ato Municipal no. 109 dessa data  trata (?)  da localidade de Palmares. 

04.10.1921 -  O  Decreto no.  2872     oficializa    os serviços de  transportes  ferroviários e lacustres   entre Osório e Torres. 

15.11.1922 -  É   inaugurada a estrada de ferro  Palmares - Conceição do Arroio com a   presença do   presidente do estado Borges de Medeiros.

05.04.1923 -  A vila  é ocupada pelas tropas rebeldes   de Assis Brasil, durante  a  revolução de 1923  ocorrida em nosso estado.  Depois a  vila  foi  retomada  pelas tropas  legalistas  de  Borges de Medeiros.  (2)

14.04.1923 -  A vila  é atacada  novamente  pelas tropas rebeldes, mas o ataque é rechaçado pelos  legalistas  comandados  pelo   Cel.  Reduzino Pacheco. (2)

17.04.1923 -  Em Palmares  as forças rebeldes  apoderam-se  do barco a  vapor  Montenegro que estava  carregado de armas  e fardamentos das tropas legalistas. (2)

17.07.1923 -  Novo confronto  perto da sede municipal   entre as tropas rebeldes e legalistas. (2)

22.07.1923 -  Novo confronto  entre as tropas rebeldes e legalistas ocorre perto  do povoado de Cidreira. (2)

17.09.1923 -  O confronto entre as mesmas  duas  tropas  ocorre em Barra do Ouro. (2)

1929 -  É   inaugurada a usina de açúcar  Santa Martha, na localidade de  Livramento. 

20.09.1930  -  O Presidente do Estado Getúlio Vargas e comitiva vem  a Conceição do Arroio conhecer a usina de açúcar Santa Martha.  A comitiva visitou o Colégio  Elementar e  a área da Estação Experimental  de cana de açúcar.  

28.11.1930 -  Extinto o Conselho Municipal por determinação do  Governo Provisório Republicano.

                    Notas: 1) Essa medida se aplicou a todos os municipios do Brasil. 2)  O Conselho Consultivo Municipal ficou a cargo de três pessoas da comunidade com  a única tarefa de fiscalizar as contas da Prefeitura. 3)  Esse Conselho Consultivo permaneceu  em atividade de 1931 a 1935. (14)

1933 -  Na sua divisao administrativa, Conceição do Arroio   está constituído de  6 distritos:  Conceição do Arroio  (sede), Colônia Marques do Herval, Três Forquilhas,  Palmares, Passinhos e Cachoeira. (22)

01.02.1933 -  Promulgado o  Decreto Municipal  no. 73 que trata das localidades de   Capão da Canoa e/ou  Cornélios. 

1934 -   Fundação do Clube  Comercial.  Nota do Autor: Possivelmente sua sede social tenha sido, desde o inicio, no  Teatro Paulino Chaves.

         -   É erigido  um obelisco de grês na Praça  Gen. Osório (Praça da Conceição)  (2) .     Nota:  Este monumento  foi depois  alterado para ser colocado no seu topo  o busto do Gen. Osório.  E foi demolido totalmente quando ocorreu a  reformulação da  praça,  fato ocorrido por volta de 1965.    

24.05.1934 - Pelo Decreto Estadual  no.  5596, o  Interventor Federal   José Antônio Flores da Cunha   altera o  nome do município  de Conceição do Arroio, passando  a se denominar Osório, em homenagem ao Gen. Manoel Luis Osório, nascido nessa região. (1).                                                                                                                                                                                                                   Nota: Para ler o texto original  (com a grafia da época) deste  Decreto, acessar aqui  .

14.01.1936 -  Instalação da Câmara de Vereadores do Município de Osório, sendo dado  posse aos vereadores eleitos e, por escrutínio secreto, foi  escolhido Abrahão Pereira de Souza para seu Presidente.  (14) 

06.12.1936 -   Fundação do Grêmio Esportivo Sul Brasileiro (GESB) . O nome da agremiação  na  época da fundação era "Bloco Sportivo Sul Brasileiro".  Foram fundadores do clube: Nelso Nunes, Miron Pozo, João Pereira de Souza Sobrinho,  Darci Gomes, Hélio Ramos, Antônio Emerim, Wilson Gomes, Eugenio Castilhos e Lúcio Dias.  A 1a. diretoria era constituída por  Afrânio  Pozo (presidente), Lucio Dias (secretário) e  Nelso Nunes (tesoureiro).  Notas: 1)  O 1o. uniforme do clube consistia de calções brancos e camiseta alvi-negra. 2)  Posteriormente, em 1955,  sob a presidência de Heitor Scholl, o clube adicionou a cor vermelha na camiseta, tornando-o um  clube tricolor.    Informações  obtidas  do Site do GESB   http://www.gesb.com.br

31.12.1936 - Na sua divisao administrativa, Osório  está constituído de  7 distritos:  Osório  (sede), Colônia Marques do Herval, Três Forquilhas,  Palmares, Passinhos,  Cachoeira e Cornelius. (22)

31.03.1938 -  Pelo  Decreto no.  7199, a vila de Osório é elevada à  categoria de cidade. (1)

31.03.1938 -  Pelo  Decreto  no. 7138, o distrito de  Colônia Marquês do Herval passa a se chamar Marques do Erval e  Cachoeira  a se chamar Maquiné.  Ainda, por esse decreto, extingue-se o  distrito de Passinhos. (22) .

29.11.1938 -  Pelo Decreto no. 7589,  o distrito de Três Forquilhas passa a se chamar Itapeva. (1)

1939 -  No local denominado Emboabas,   onde nasceu  Manoel Luis  Osório em 1808  é  erigido um marco de pedra  e  colocada uma placa de bronze  com dizeres  alusivos ao fato. (2)

Mar/1939 -  A Varig Aero Esporte (VAE) monta o seu 1º acampamento em Osório para fazer treinamentos com planadores.  Na época, já havia  um campo de aviação do exército  perto da cidade.  A empresa  Air France possuía também um campo de aviação que servia como pista alternativa nas  proximidades da Lagoa dos Barros. Nota:  Para maires  detalhes e fotos, ver  O Início do Vôo a Vela no Rio Grande do Sul, de J. R. Neumann (disponível na Internet).

31.05.1939 -  Pelo Decreto no. 1307,  é criado o distrito de Tramandaí. (22)

24.07.1939  -  Promulga-se o  Ato Municipal  no. 628   que trata de assuntos das localidades  de  Tramandaí, Itati  e  Passinhos. (1) 

31.12.1939 - Na sua divisao administrativa, Osório  está constituído de  7 distritos:  Osório  (sede), Marques do Herval, Itapeva, Palmares, Maquiné,  Cornelius e Tramandaí. (22)

29.12.1944 -  Pelo Decreto-Lei no.  no. 720,  o distrito  de Itapeva passa a se chamar Itati  e o distrito de Palmares recebe o nome de  Emilio Meyer. (22)

20.09.1947 -  Ocorre a tragédia da lagoa da Pinguela com o afundamento do barco a vapor Bento Gonçalves, causando   a  morte de 18  pessoas, entre elas a do  deputado estadual Osvaldo Bastos, um dos signatários da Constituição Estadual de 1947, promulgada pouco tempo antes.  

12.04.1950 -  A  Lei no. 1008  cria a Comarca de Osório como sendo de 1a. entrância.   (1)

17.07.1950 -  A Lei Municipal no. 2  determina que o distrito de Emilio Meyer  passe a se chamar Palmares do Sul.  (1)

26.12.1950 -  O Edital do Tribunal de Justiça no. 283 determina  a instalação da Comarca de Osório. (1)

31.12.1950 -  Na sua divisão administrativa, Osório  está constituído de  7 distritos:  Osório  (sede), Marques do Herval, Itati, Palmares, Maquiné,  Cornelius e Tramandaí. (22)

1952 -   Os serviços municipais  de energia elétrica  (usina e  redes elétricas)  são encampados pela  então  Comissão Estadual de Energia Elétrica (CEEE)  que depois trocou de nome, de Comissão para Companhia.    

23.07.1953  -  Pela Lei Municipal  no. 225   é criado o distrito de Passinhos. (22)

18.09.1953  - Fundação do Grêmio Atlético Osoriense  (GAO). A 1a. diretoria era  constituída por  Lucio Cardoso Dias (presidente), Olimpio Bobsin (vice-presidente), Antonio Stenzel (1o. secretário)  e   Manoel Dacol (1o. tesoureiro).

18.11.1953 -  A Lei Municipal no. 3  determina que o distrito  de Marquês do Herval   passe a se chamar Barra do Ouro.  (1) (22)

18.11.1953 -  A Lei Municipal no. 4  cria o distrito de Terra da Areia.  Altera  tambem  o nome do  distrito de  Cornélius, passando a se chamar  Capão da Canoa. A sede  do distrito fica   no balneário de mesmo nome.   (1)  (22)

01.07.1955 -  Na sua divisão administrativa, Osório  está constituído de  9 distritos:  Osório  (sede), Barra do Ouro, Itati, Palmares, Passinhos, Maquiné,  Capão da Canoa, Terra da Areia e Tramandaí. (22)

1956 -   O município  de  Osório  conta com  uma população de 4190  habitantes na sede   e  45.410  fora da sede;  a área do  município é   2609  km².  

28.08.1957  -   Inauguração da Rádio Osório. 

25.08.1961 -  A  Lei  no. 4124   determina que  fosse  feita  consulta plebiscitária aos eleitores dos distritos  de Tramandaí e de Capão da Canoa bem como  dos subdistritos de Cidreira, Pinhal e Quintão  para  fins de constituição de um novo município. Notas:  1)   Embora o  resultado tenha  sido  favorável à emancipação,  o Tribunal de Justiça acolheu  recurso  impetrado pelo  prefeito municipal de Osório. Assim  a criação do novo municipio ficou  na dependência  de  uma  nova decisão.  (1)  .  2)   O municipio de Tramandaí  foi criado em 1965, desmembrando-se de Osório. A  data oficial de fundação do municipio é 24.09.1965.  3)  O mapa abaixo  mostra como ficou a nova divisão territorial com o desmembramento de Tramandaí do municipio de Osório. (17) .  4)  Nas décadas seguintes,  o municipio de Osório teve acentuada  reduzição de   sua área adminsistrativa  com as seguintes emancipações:  em 1982  de  Capão da Canoa e  Palmares do Sul;  em 1988  de Terra de Areia e em 1992 de Maquiné.  5) Em 2015, a área geográfica  do municipio de Osório era de 663 km².

 

 

13.03.1962 -  Pelo Decreto no. 21.429, o Gen. Osório passa a ser o Patrono da Arma de Cavalaria do exército brasileiro.  (6)

 


      Referências:

      Livros: 

1-   História Administrativa, Judiciária e Eclesiástica do Rio Grande do Sul, de Amyr Borges Fortes e  João S. B. Wagner (1963) 

2-   Enciclopédia dos Municípios Brasileiros, Vols. I e II, IBGE (1959).  

4-   Datas Rio-Grandenses,  Coruja Filho (ou Dr.  Sebastião Leão) (1962)

5-   Efemérides Brasileiras, Barão do Rio Branco (1946) 

6 -  Manoel Luis Osório (Marques do Herval),  separata do livro Patronos Militares do Brasil, do Gen. Olyntho Pillar,  SMG - Imprensa do Exército (1966)

7 -  Almanaque do Correio do Povo de 1974, pag. 209

8 -  Guarda Velha de Viamão, de Ruben Neis (1975)

9-  Torres Tem História, de Ruy Rubem Ruschel  (2004)

 

          Internet:

11-     O Estudo de Trajetórias Escravas como Possibilidade Historiográfica.....,  >    http://www.labhstc.ufsc.br/poa2005/69

12-    História da Cidade de Torres   >    www.torresnet.com.br/hist.htm  

13- Artigo de Regina Marques Parente, baseado em sua dissertação de mestrado intitulada  "Maçambiques de Osório:  Exílio de um Reino Negro na Diáspora". Ver     A criação da  identidade negra      

14 -  Site da Câmara de Vereadores de Osório  > 

         http://www.camaraosorio.rs.gov.br/web/verpagina.php?tag=historico (com dados do livro "Trajetória do Poder Legislativo do Municipio de Osório : 1857-1997", de Marina R. da Silva)

15 - Marechal Manoel Luis Osório,  de Noris Mara P. M. Leal, Andrea Cogan e Jáquison R. Fontoura,  Cadernos de História no. 46, Memorial do Rio Grande do Sul 

   (Site do Memorial do Rio Grande do Sul,  >  http://www.memorial.rs.gov.br)

16 -  Municipios: Teu Nome é um Sucesso,  Assembléia Legislativa (RS) - Comissão de Est. Municipais,  Organizador Dep. Giovani Cherini (2001)     

 17 -  Evolução Municipal - Rio Grande do Sul (1809-1996), Assembléia Legislativa (RS) - Comissão de Est. Municipais,  pesquisa de Amneris M. Cortazzi e Marli R. Santa Catarina (2002)  

     (Site da Assembléia Legislativa-RS >   http://www.al.rs.gov.br/)

18 - Estatísticas Eleitorais do Rio Grande da América do Sul (1823-2002), Maria Izabel Noll e Helgio Trindade (2004) 

     (Site da Assembléia Legislativa-RS >   http://www.al.rs.gov.br/)

19 -  A Assembléia Legislativa Provincial do Rio Grande do Sul (1835-1839) - Crônica Histórica , de Sergio da Costa Franco (2004)

     (Site da Assembléia Legislativa-RS >       http://www.al.rs.gov.br/)

20 -  1809...2009 - Dois Séculos de Criação dos Primeiros Quatro Municípios do Rio Grande do Sul, Liana Bach Martins (2009)   

      > http://www.ihgrgs.org.br/Contribuicoes/1809_2009.htm                 

21 -  Biblioteca Nacional  (Hemeroteca Digital Brasileira) >  http: //memoria.bn.br/hdb/periodico.aspx

22 - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE  > 

         http://www.cidades.ibge.gov.br/painel/historico.php?lang=&codmun=431350&search=|osorio

23 -  Telegrafia elétrica no Brasil Império -  Ciencia e politica na expansão da comunicação,   de Mauro Costa da Silva >

           http://www.sbhc.org.br/arquivo/download%3FID_ARQUIVO%3D21

 


Voltar